Informações de utilização deste blogue

Para ir vendo todas as obras disponíveis nesta montra, é só ir clicando ao fundo da página em Mensagens antigas ou aceder diretamente via arquivo do blogue (árvore de hiperligações à esquerda do texto).

O Blogue tem ainda dois mecanismos de pesquisa por palavra-chave ( título, autor, etc. ) no texto do blogue na caixa de pesquisa no topo superior esquerdo da página (assinalado com uma lupa) e na coluna lateral esquerda (Pesquisar neste blogue).

Contactos, reservas e encomendas: por e-mail para 2mitodesisifo@gmail.com

INTERNATIONAL SHIPPING RATES under request.

Pagamento disponível através de transferência bancária ou via PayPal (solicitar via e-mail NIB ou paypal e-mail )


sábado, 29 de dezembro de 2012

Sport, culture & répression Série partisans Edição FM Petite Collection Maspero


Sport, culture & répression
Série partisans
Edição FM Petite Collection Maspero
Paris
2ª edição 1972
175p



Livro da famosa série Partisans da François Maspero sobre sociologia do desporto.

Os livros da Petite Collection Maspero marcaram as gerações juvenis dos anos 60/70 (Les Génerations de Rêve et de poudre).

Nos últimos tempos do marcelismo ter um pequeno livro com um design extraordinário e autores e títulos inacessíveis em Portugal era uma experiência marcante.



Pôr uma capa nos livros era vulgar no meio estudantil da época e permitia a sua leitura em sítios públicos, no caso nas tardes longas de Verão nos cafés, locais de frequência regular dos estudantes.

François Maspero e a sua livraria no Quartier Latin era um local de peregrinação da esquerda europeia

"Entre 1956 e 1975, uma livraria fazia parte do circuito de um certo Portugal político em Paris. A "Joie de Lire", na rue St. Severin, junto à place St. Michel, propriedade do editor François Maspero, era um ponto de encontro de muitos, que por aqui viviam, com outros que, como eu, por aqui passavam, a partir da segunda metade dos anos 60. Para aquela espécie de turistas políticos que alguns de nós então éramos, a Maspero (ninguém dizia a "Joie de Lire") era uma "meca" da livralhada inacessível em Portugal, à qual se juntavam panfletos e publicações dos partidos portugueses na clandestinidade, que despertavam a nossa imensa curiosidade.



François Maspero tinha como orientação não entregar à polícia - à "polícia da burguesia" - quem fosse apanhado a roubar livros, o que criou, em muita gente, uma espécie de impunidade que, ao que se dizia, terá acabado por levar a livraria à ruína económica. Fui testemunha presencial de uma frutuosa e furtuosa "romagem" à Maspero de um amigo português, ao tempo estudante em Paris, convenientemente dotado de um avantajado capote alentejano, que dava espaço para um eficaz "arquivar" de volumes. Ainda o estou a ouvir: "Ora cá está ele! Faltava-me o volume 8 das obras do Bataille!". E lá desapareceu o avantajado volume da Gallimard no bojo do capo" 





1 Place Paul Painlevé, París - Sede das Éditions François Maspero ( hoje Editions IVREA)


citado de duas ou três coisas.blogspot.com

Sobre o editor e escritor trotskista francês oriundo duma família de partisans e cujo pai morreu em Buchenvald:  



François Maspero interviewé par Chris Marker.

François Maspero est ouvert à tout, il est de tous les combats militants sur les plans politique, social et culturel. Cela explique les multiples collections qui composent l’inventaire de son catalogue. Mentionnons (sans prétendre à l’exhaustivité !) la série « Histoire classique », où il publie notamment l’helléniste et ancien grand Résistant Jean-Pierre Vernant ; « Histoire contemporaine » où l’on trouve les fameuses études de Daniel Guérin sur le fascisme, mais aussi l’historien communiste orthodoxe Albert Soboul ; « Voix », qui donne la parole à Nazîm Hikmet et à des écrivains de tous pays ; « Bibliothèque socialiste » qui offre un éventail de classiques du marxisme : Boukharine, Rosa Luxemburg, Samuel Bernstein, etc. Dès 1967, la Petite collection Maspero, sur le modèle de ce que faisait Suhrkamp en Allemagne, propose plus de 270 titres en format de poche bon marché : on y trouve Aden Arabiede Paul Nizan (Maspero est à l’origine de sa redécouverte), Giap, Hô Chi Minh, le Che, Trosky, Ernest Mandel, mais aussi le pédagogue Célestin Freinet, la communarde Louise Michel, et bien d’autres. Remarquons que les éditions Maspero se sont intéressées à des domaines d’étude nouveaux, comme la situation des travailleurs étrangers en France, les bidonvilles, ou encore l’approche critique de la médecine. ( http://www.gauchebdo.ch/?Francois-Maspero-un-editeur-engage)

Livro de bolso, brochado,  com algumas manchas de humidade no miolo. Assinatura de posse e oferta na folha de rosto e verso da contracapa

Preço: 25€ + portes

Pedidos a 2mitodesisifo@gmail.com ou em www.leiloes.net

3,40€ em correio registado nacional continental ou 1,20€ em correio normal nacional continental


Sem comentários:

Enviar um comentário